O Prémio Literário Vergílio Ferreira, instituído pelo Município de Gouveia, pretende homenagear o escritor Vergílio Ferreira, bem como, incentivar a produção literária, contribuindo para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.
Isntituido em 1997, o prémio literário distingue as categorias de romance inédito, ensaio literário e a partir de 2002 a categoria não literária de estudos locais de Património, História e Cultura do Concelho de Gouveia.
A apresentação de obras a concurso para a edição 2012 do Prémio Literário Vergílio Ferreira decorre até 31 de Dezembro de 2011(ver procedimento de concurso no regulamento).O Prémio Literário Vergílio Ferreira tem um valor pecuniário de 4000 euros e a edição da obra vencedora pelo Município de Gouveia, sendo o vencedor divulgado a 01 de Março de 2012.

“Diário dos Imperfeitos” é a obra literária premiada este ano, pela Câmara Municipal de Gouveia, como vencedora do Prémio Literário Vergílio Ferreira 2012. A obra será editada com a chancela da autarquia e o autor receberá um prémio no valor de 4 mil euros, numa cerimónia a ter lugar em Agosto deste ano.

 

A decisão final sobre a obra literária vencedora da edição do Prémio Vergílio Ferreira de 2012 foi aprovada por um conjunto de jurados, constituído por um representante Município de Gouveia, um representante da Associação Portuguesa de Escritores e um representante da Associação Portuguesa de Críticos Literário, que avaliou as cerca de 71 obras a concurso.

 

O autor da obra premiada, João José Morgado, é natural da Covilhã e assina com o pseudónimo de Romão Moraes. É professor do Instituto Politécnico de Setúbal e atualmente trabalha como consultor e formador na área da Comunicação, tendo já sido colaborador do jornal Público e mais recentemente do semanário Sol. O seu primeiro romance “Diário dos Infiéis”, editado em 2010, teve um assinalável sucesso.