Vila Nova de Tazem

Município > Freguesias > Vila Nova de Tazem

Brasão

Brasão Vila Nova de Tazem

Executivo

Presidente:
Marco António Marvão Martins
Morada:
Av. Dr. Joaquim Borges, nº.12, 6290 Vila Nova de Tazem
Tel & Fax:
238 486 647
E-mail
jfreguesia.vntazem@gmail.com
Atendimento
Quinta-Feira das 17:30h às 19:30h

Vila Nova de Tazem tem cerca de 2100 habitantes e a sua padroeira é a Nossa Senhora da Assunção. Compreende os lugares de Tazem e Paçoinhos.

Comemoram-se as festas em honra de Santo António, São João, São Pedro e Santa Bárbara, todas elas com festa e romaria associadas. Tem feira nos quartos e quintos sábados de cada mês.

Entre o património edificado devem referir-se a Igreja Matriz, as capelas dos oragos referidos anteriormente, bem como a Capela de São Miguel e a Capela de São Bartolomeu onde está instalado o Museu Paroquial de Arte Sacra. Para além deste, existe ainda o Museu dos Rádios Antigos e o Museu Etnográfico.

Destaque ainda para a estátua do Emigrante, e para o monumento do grande benemérito vilanovense, Dr. Joaquim Borges que, entre finais do Séc. XIX e o início do Séc. XX, com o seu dinheiro e com alguma ajuda da população, mandou construir a Igreja Matriz e a Avenida que hoje em dia tem o seu próprio nome e que é, sem dúvida, a “sala de visitas” da Freguesia. Mandou ainda construir a Escola Masculina, o edifício do Telégrafo, o Cemitério, o Clube Boa União, etc.

Oferece, também, inúmeros locais de interesse turístico como o Penedo Oscilante, a Casa dos Mouros, o Cadeiral da Quinta do Pé do Coelho, as várias sepulturas rupestres espalhadas pela Freguesia, das quais se destacam as necrópoles do Safaíl, do Carvoeiro e do Freixial. Há inúmeros edifícios com detalhes e elementos dignos de nota, como os beirais de madeira e os balcões em granito, que não dispensam que se percorram a pé as ruas da vila, numa demorada visita.

Em 1514 teve foral de D. Manuel, enquanto incluída no extinto concelho de Casal. A passagem das tropas de Massena, em 1811, deixou um rasto de destruição e pilhagem. Em 1826, quando estacionados em Vila Nova, o Batalhão Académico e as Milícias de Coimbra – integrando numerosos ilhéus e brasileiros – assistiram a um grande nevão, fenómeno meteorológico que lhes era estranho e que muito os surpreendeu.

Esteve ligada a importantes momentos do nosso passado comum, e muitos vilanovenses participaram em ocasiões determinantes da História de Portugal.

Há uma diversidade de instituições e colectividades com funções de solidariedade, humanitárias, culturais, desportivas, cívicas e de laser, que são um reflexo da dinâmica da vida social e económica desta ativa freguesia de Vila Nova de Tazem.